23 de novembro de 2017

Vice-governador de Sergipe se compromete com a pauta do MCP

O vice-governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, esteve presente no VIII Seminário Nacional de Agrobiodiversidade e Sementes Crioulas, dialogando com a pauta apresentada pelo MCP ao Governo do Estado.

No dia anterior, 300 camponesas e camponeses realizaram uma marcha até o palácio do governador, carregando uma pauta de três pontos: regulamentação da Lei Estadual 7.270/11, que cria incentivos para a produção agroecológica; garantia de preferência de compra de sementes crioulas pelo Estado; e perfuração de poços artesianos nas comunidades rurais.

A Lei 7.270/11 foi uma construção da Rede Sergipana de Agroecologia, em parceria com os movimentos populares. Apresentada pelo então deputado estadual João Daniel (PT) e aprovada em 2011, ainda hoje carece de regulamentação e dotação orçamentária para ser implementada.

As famílias também cobraram a preferência para as sementes crioulas nas compras institucionais de Sergipe. Todos os anos, o Estado compra sementes para distribuir entre os agricultores, como forma de incentivar a produção. Nos últimos dez anos, cerca de R$ 40 milhões foram gastos nestas aquisições. Contudo, as sementes são híbridas, adquiridas de grandes empresas e vêm de fora do Estado.

Esmeraldo Leal – Secretário de Agricultura Foto: Luiz Fernando

Acompanhado do Secretário de Agricultura, Esmeraldo Leal, da Secretária Adjunta da Casa Civil, Conceição Vieira e do Diretor de Infraestrutura da COHIDRO, Paulo Sobral, o vice-governador saudou a luta do MCP e reafirmou o compromisso do governo do Estado para com o desenvolvimento da agricultura camponesa. Dialogou com os três pontos da pauta apresentada, acenando positivamente para todos os três. “É uma pauta perfeitamente viável, de interesse do povo sergipano”. Se comprometeu à agilizar a regulamentação da Lei 7.270/11, cujo texto da proposta deve chegar casa civil já nos próximos dias. Apontou para a inclusão de um percentual reservado para compra de sementes crioulas, já na próxima aquisição. E, junto com o XX da COHIDRO, afirmou: “esperamos o início destes trabalhos ainda em dezembro”.

Philipe Alves – Direção Nacional do MCP Foto: Luiz Fernando

A direção do Movimento Camponês Popular expressou, durante o ato, satisfação com os compromissos assumidos e disposição do governo para o diálogo com os camponeses. Alertando que a execução destas propostas vai ser acompanhada de perto e continuará sendo cobrada. Ressaltou, ainda, que o próximo passo é discutir, junto com o governo e parlamentares, a ampliação da dotação orçamentária para a agricultura camponesa, em especial para estas ações.

Próximos Eventos + ver tudo

21 de novembro de 2017

8º Seminário Nacional da Agrobiodiversidade e Sementes Crioulas

Seminário Propedêutico Sagrado Coração de Jesus (Seminário Menor)
Aracaju - SE
8h às 20h

+ saiba mais

28 de julho de 2017

Inauguração Moradia Camponesa, em Silvania (GO)

Comunidade João de Deus
Silvania - GO
17:00

+ saiba mais

01 de junho de 2017

Inauguração de Moradias: Guarani de Goiás

Comunidade São Pedro - Casa de Dona Mª Aparecida.
Guarani de Goiás - GO
10:00

+ saiba mais

19 de Abril de 2017

Inauguração moradia camponesa – Crixás, Goiás

Faz. Quebra-Coco, casa da família da Cacilda e do Amado
Crixás - GO
a partir das 14 h

+ saiba mais